A Manufactura das Tapeçarias de Portalegre é arte contemporânea

Atualizado: Mai 5



A Manufactura de Tapeçarias de Portalegre foram criadas por dois amigos, Guy Fino e Manuel Celestino Peixeiro, quando resolveram fazer reviver a tradição dos tapetes de ponto de nó. A 1946 a concorrência era grande e o negócio não mostrava viabilidade. Foi Manuel do Carmo Peixeiro, pai de Manuel Celestino, que desafiou os dois jovens a fazerem tapeçaria mural com um ponto inventado por ele, anos antes, enquanto estudante têxtil em Roubaix. Todos se lançaram de alma e coração no projecto e a primeira tapeçaria surge em 1948, sob cartão de João Tavares.

Outros pintores como Júlio Pomar, Maria Keil, Guilherme Camarinha, Renato Torres, Lima de Freitas, contam-se entre os primeiros que colaboraram com a Manufactura de Tapeçarias.

Não foram tempos fáceis devido à falta de reconhecimento e a aceitação da tapeçaria de Portalegre só viria a contecer em 1952, pela mão dos próprios tapeceiros franceses que se deslocaram a Portugal para a grande exposição “A Tapeçarias Francesa da Idade Média ao Presente”. Guy Fino, aproveitando a ocasião, resolveu pôr em confronto as duas técnicas, expondo simultaneamente no SNI duas grandes tapeçarias sob cartão de Guilherme Camarinha que tinham sido tecidas para o Governo Regional da Madeira e, audácia das audácias, atrevendo-se a expor junto às tapeçarias, os cartões que lhes deram origem. Os técnicos franceses, convidados a visitar esta exposição, admiraram a técnica e a perfeição conseguida com o ponto de Portalegre. Estavam lançadas as tapeçarias de Portalegre.


Depois de Jean Lurçat reconhecer as tecedeiras de Portalegre como as melhores tecedeiras do Mundo, fez tecer em Portalegre, de 1958 até à sua morte, um grande número das suas tapeçarias. Este facto, conjuntamente com a obstinação de Guy Fino, em muito contribuiu para a internacionalização da Tapeçaria de Portalegre.


Cativando novos pintores, dos mais variados países – França, Bélgica, Suíça, Inglaterra, Suécia, África do Sul, Austrália, Brasil, Espanha, entre outros – a Tapeçaria de Portalegre difundiu-se pelo mundo encontrando-se, para além de colecções particulares, em instituições de renome mundial.

Tapeçaria mural decorativa, a Tapeçaria de Portalegre é uma obra de arte original, única pelas suas qualidades intrínsecas e pela técnica usada para traduzir o cartão do pintor.



Utilizando uma técnica totalmente manual, tem como ponto de partida um original de pintores conhecidos, portugueses ou estrangeiros que é ampliado para a dimensão final sobre um papel quadriculado próprio, em que cada quadrícula representa um ponto (desenho de tecelagem). A desenhadora trabalha o desenho, tendo em atenção os contornos, as formas, as tonalidades das cores e todos os pequenos detalhes que a tecedeira deve ler e traduzir em tecelagem.

Seguidamente, é feita a escolha das cores, fazendo a equivalência entre o original e as mais de 7000 cores da paleta de lãs da Manufactura. Uma vez que a trama decorativa e composta por oito cabos, permite misturar fios de diferentes cores permitindo realizar, desta forma, efeitos de profundidade, transparência e de sobreposição de planos.



A Tapeçaria de Portalegre é tecida manualmente, em teares verticais, do lado do avesso, começando pela base, pelo que a tapeçaria cresce horizontalmente. Tem um grande poder decorativo que lhe advém do facto de ser baseada num original de reconhecido mérito, das dimensões das peças, do facto da técnica de Portalegre dar origem a peças planas, e ainda pelo facto da trama decorativa ser 100% lã o que faz com que, embora as cores usadas possam ser luminosas, a tapeçaria não tem o brilho de um óleo, sendo mais suaves para o olhar, melhorando além disso as condições acústicas e térmicas da sala onde se encontra. As tapeçarias proporcionam um bom isolamento térmico e acústico.



As tapeçarias de Portalegre são editadas em séries limitadas de 1, 4 ou 8 exemplares, numerados e autenticados pelo artista através da sua assinatura no “bolduc” - certificado de autenticidade - que inclui também título, número e dimensões da peça.

Mais de duas centenas os pintores, portugueses e estrangeiros, têm obras tecidas na Manufactura de Portalegre.


A iniciativa de editar uma obra em tapeçaria pode partir do artista ou de um convite da Manufactura, estabelecendo, neste caso contratos relativamente aos direitos de autor. É também possível executar, por encomenda, peças únicas em que o cliente fornece o original, responsabilizando-se neste caso pelo pagamento dos direitos de autor.

A manufactura localiza-se em Portalegre e a Galeria Tapeçarias de Portalegre, local de exposição e venda, situa-se no centro de Lisboa.



MANUFACTURA DE TAPEÇARIAS DE PORTALEGRE Rua Dona Iria Gonçalves, Nº2

7301-901 Portalegre manufactura@mtportalegre.pt www.mtportalegre.pt

Pedido de Cotação Catálogos Pedido de + Info Pontos de Venda

188 visualizações

CONHEÇA

Encontros

Visitas

Labs

SOBRE

Sobre nós

Junte-se a nós

Contactos

FAQ

News sobre Marcas PortugalFazBem:

Seja o primeiro a receber exclusivos e novidades das marcas portuguesas da Indústria dos Ambientes.

Copyright DesignAdvisorpt 2020  – All rights reserved DesignAdvisor®